| Login | Crie o seu Jornal Online FREE!

Ecopress
Desde: 17/03/2000      Publicadas: 26928      Atualização: 01/12/2009

Capa |  Cadastre-se  |  Eco Watch  |  Eco-Eventos  |  Ecolinks  |  Expediente  |  Newsletller  |  Notícias com Alta Repercussão  |  Notícias com Baixa Repercussão  |  Opiniões  |  Parceria


 Notícias com Baixa Repercussão
  17/05/2007
  0 comentário(s)


R$ 3 bilhões para limpar o Rio Tietê

A Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) não sabe quanto custaria a despoluição total do Rio Tietê, mas estima que, no mínimo, seriam necessários R$ 3 bilhões, entre financiamentos internacionais e verba do governo federal, para conseguir tratar todo o esgoto produzido pelos 17 milhões de habitantes da Região Metropolitana de São Paulo, um dos principais causadores da sujeira no rio.

O Tietê ficou mais poluído em 2006, devido ao despejo de detergentes, de esgoto sem tratamento e de sujeira sólida, segundo estudo divulgado anteontem pela Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental (Cetesb). "Serão necessários 15 anos para tratar esse esgoto. A expectativa é saltar do índice atual de 62% de esgoto tratado na Grande São Paulo para 70% em 2008, quando será concluída a 2ª fase do Projeto Tietê", disse Antonio Cesar Costa e Silva, da diretoria de Tecnologia e Planejamento da Sabesp.

O projeto começou em 1992 e consumiu US$ 1,5 bilhão (mais de R$ 3 bilhões). Houve financiamento do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e da Caixa Econômica Federal, além de recursos da Sabesp. Com as obras da primeira fase, os índices de tratamento aumentaram de 24% para 62% na Grande São Paulo. No início, falava-se em 20 anos para a sua conclusão. A finalização da segunda etapa é prevista para 2008. Não há previsão de uma terceira fase.

"Vai faltar 40% do esgoto para ser tratado - e a população vai aumentar. Não vejo a meta de despoluição em menos de 20 anos. Precisa de planejamento, integração das prefeituras e dos governos em todos os níveis", disse Gustavo Veronesi, do Núcleo Pró-Tietê da Fundação SOS Mata Atlântica.

Em Guarulhos, o Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae) prevê R$ 110 milhões para tratar 38 milhões de metros cúbicos de esgoto produzidos por ano, que são despejados no Tietê. A verba virá do governo federal. A despoluição do Rio Tâmisa, em Londres (Inglaterra), começou há mais de 100 anos e alguns resultados apareceram só agora. A limpeza do Rio Reno, que nasce na Suíça, custou US$ 15 bilhões. (ecopress com informações do Jornal da Tarde - SP 17/05/07, às- 12h59)



  Mais notícias da seção Despoluição no caderno Notícias com Baixa Repercussão
19/10/2009 - Despoluição - Ministério do Meio Ambiente propõe cortar até 40% do CO2
Meta até 2020 não prejudicaria a média de 4% de crescimento ao ano....
19/10/2009 - Despoluição - Finlândia decide reduzir emissões em 80% até 2050
A Finlândia se baseia em dados de 1990 para sua meta de redução...
20/06/2001 - Despoluição - Flotação no Pinheiros gera polêmica
O sistema de flotação, que será adotado na despoluição do rio Pinheiros, em São Paulo, pode colocar em risco a qualidade da água da Represa Billings. É o que acredita o coordenador do Programa de Recuperação Ambiental da Bacia Billings, Renato Arnaldo Tagnin. ...
27/04/2001 - Despoluição - Despoluição do Paraíba do Sul é um dos temas de Seminário
O rio Paraíba do Sul atravessa os estados de São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro, abastecendo mais de 12 milhões de pessoas. ...
20/12/2000 - Despoluição - Recuperação dos manguezais da Baía de Guanabara
Hoje as 17:00 h, no Gabinete da Presidência do Ibama - RJ, será assinado o Convênio Consórcio Baía Azul, que preve a recuperação dos manguezais da Baía de Guanabara. Este projeto será desenvolvido sob a coordenação técnica do biólogo Mário Moscatelli, envolvendo as principais ONG´s dos municípios do ao redor da Baía de Guanabara. Participam do pro...
24/08/2000 - Despoluição - Grupo que organiza trilhas limpará praias
A Trilharte, empresa que organiza caminhadas ecológicas no Parque Nacional da Tijuca e no Maciço de Gericinó, em Campo Grande, já começou a se preparar para o Dia Mundial de Limpeza de Praias no Brasil, marcado para 16 de setembro. O grupo pretende recolher cerca de 300 quilos de lixo das praias selvagens de Guaratiba. (O Globo, Rio, 24/08/00, pá...



Capa |  Cadastre-se  |  Eco Watch  |  Eco-Eventos  |  Ecolinks  |  Expediente  |  Newsletller  |  Notícias com Alta Repercussão  |  Notícias com Baixa Repercussão  |  Opiniões  |  Parceria


Busca em

  
26928 Notícias


Notícias com Alta Repercussão
  Impacto ambiental
  Agências espaciais e Google buscam formas de proteger florestas