| Login | Crie o seu Jornal Online FREE!

Ecopress
Desde: 17/03/2000      Publicadas: 26928      Atualização: 01/12/2009

Capa |  Cadastre-se  |  Eco Watch  |  Eco-Eventos  |  Ecolinks  |  Expediente  |  Newsletller  |  Notícias com Alta Repercussão  |  Notícias com Baixa Repercussão  |  Opiniões  |  Parceria


 Notícias com Baixa Repercussão

  09/11/2005
  0 comentário(s)


ESTRADAS: A FACE OCULTA DAS "QUEDAS DE BARREIRAS"

ESTRADAS: A FACE OCULTA DAS Os enormes prejuízos econômicos e patrimoniais, as perdas de vidas humanas e os incríveis transtornos na vida de milhares de cidadãos por conseqüência das interrupções ou estrangulamentos de tráfego resultantes de "quedas de barreiras" em nossas estradas têm já se tornado, desgraçadamente, fatos comuns e aguardados em nossos verões chuvosos. E, como tantas outras mazelas nacionais, destinados a ser digeridos no largo estômago brasileiro do esquecimento e da impunidade. É de extrema importância nacional que todos nos preocupemos em não permitir que a história continue assim a ser contada. A terminologia mais jornalística "quedas de barreiras" envolve uma gama extensa de fenômenos geológico-geotécnicos, como escorregamentos em encostas naturais, rupturas de taludes de corte, rupturas de taludes de aterros, rompimento de aterros/barragens, rompimentos de cabeceiras de obras de arte, etc. Enfim, sugere sempre a idéia de movimentos de grandes massas de terra e /ou rochas. É preciso ressaltar que a Engenharia Geotécnica brasileira (aquela que trabalha com obras envolvendo intervenções em terrenos naturais de solos e rochas), apoiada pelas informações e conhecimentos da Geologia de Engenharia (a Geologia que trabalha junto a todas as formas de intervenção do Homem nos terrenos " como as estradas, por exemplo), tem pleno domínio tecnológico para evitar ou reduzir a riscos mínimos a ocorrência de toda essa gama de fenômenos. Donde se conclui que esses seguidos desastres estão ocorrendo, e anualmente aumentando a incidência de sua ocorrência, devido exclusivamente à não aplicação dos referidos conhecimentos tecnológicos. A não ser que resolvamos todos entrar em crise de ingenuidade e passar a acreditar nas manifestações de agentes públicos e privados envolvidos em algum tipo destes acidentes que, espertamente, saem sempre a culpar Deus ou a Natureza pelas desgraças ocorridas. A não aplicação dos conhecimentos técnicos já dominados pela Engenharia Geotécnica brasileira deve-se, entre outras, às seguintes situações:
- no caso de obras novas, a busca do máximo lucro possível, quando então são dispensados, ou limitados ao máximo, os estudos e diagnósticos geológico-geotécnicos necessários ao embasamento de um bom projeto para, ou irresponsavelmente se jogar com a sorte, ou então comodamente adotar-se a solução de engenharia genérica que mais esteja em moda naquele momento, qualquer que seja o fenômeno a ser enfrentado.
- no caso de obras já antigas, o que mais comumente ocorre, geralmente por uma economia nada inteligente, é o completo abandono dos indispensáveis serviços de monitoramento e conservação das obras. Via de regra fenômenos de "quedas de barreiras" dão "avisos" e sinais de sua provável futura ocorrência. Esses sinais, trincas nos terrenos, rachaduras nos sistemas de drenagem, abatimentos na pista, alagamento a montante de aterros, etc, permitiriam aos responsáveis pela obra uma eficiente atuação preventiva sempre capaz de evitar o acidente. Como um exemplo gritante, aterros que "rodam" levando um trecho da pista consigo, certamente têm suas galerias/bueiros de drenagem de ligação montante-jusante, ou desde o início mal dimensionadas ou mal construídas, ou progressivamente entulhadas (bloqueadas) com galhos, restos vegetais, solos e pedras, perdendo então sua capacidade de vazão. Fatos perfeitamente visíveis e detectáveis pelo mais simples serviço permanente de monitoramento e conservação.
- um outro aspecto importante está em um problemático processo de perda da competência técnica por parte de empresas privadas e, especialmente, de nossos órgãos públicos. Quase sempre essa perda de competência está associada à questão salarial, e à disposição de não mais se trabalhar empresarialmente com equipes técnicas permanentes. Nos órgãos públicos, acrescente-se um fator de enorme gravidade, qual seja o esquecimento de um sentimento que tantas glórias e êxitos trouxe à engenharia pública nacional, o "espírito de missão". Diferentemente da dedicação e do amor com que os técnicos antigos cuidavam de suas responsabilidades, hoje, ressalvadas meritórias e heróicas exceções, predominam o desencanto, que leva ao acomodamento, o descaso, o "vire-se como puder", o mais preocupar-se com atividades privadas paralelas. Acresça-se a isso a comum ocorrência de desvios funcionais associados à adoção da prática de terceirização de serviços de conservação. Obviamente, todos esses aspectos ligados direta ou indiretamente ao desmonte tecnológico e financeiro, quase ideológico, a que os órgãos públicos responsáveis por nossas obras de infra-estrutura vêm sendo já há anos submetidos pelos governos que se sucedem.
Enfim, em tempos onde se discute exaustivamente a necessidade do retorno dos investimentos públicos e privados em obras de infra-estrutura, esses fatos todos estão a sacudir nossa racionalidade: investimentos para construção de novas obras e recuperação de obras antigas são fundamentais e indispensáveis, mas serão investimentos realizados com baixíssima inteligência se não se fizerem obrigatoriamente acompanhar de exigências explicitadas e especificadas para o emprego da melhor técnica, antes, durante e após a inauguração da obra, ou seja, no projeto, na implantação e na conservação da obra.




























































































Geól. Álvaro Rodrigues dos Santos (santosalvaro@uol.com.br)
Ex-Diretor da Divisão de Geologia e ex-Diretor de Planejamento do IPT
Foi Diretor Geral do DCET " Deptº de C&T da Secretaria de C&T do ESP
Autor dos livros "Geologia de Engenharia: Conceitos, Método e Prática", "A Grande Barreira da Serra do Mar" e "Cubatão"
Consultor em Geologia de Engenharia, Geotecnia e Meio Ambiente





































Imagem: Queda de barreira no Rio de Janeiro
Autor: Fábio Motta - Agência Estado



  Mais notícias da seção Impacto ambiental no caderno Notícias com Baixa Repercussão
26/10/2009 - Impacto ambiental - UE aceita reduzir emissões de CO2 em até 95% até 2050
UE compromete-se a reduzir até 95% das emissões de CO2, mas outras nações também têm que assumir...
17/08/2009 - Impacto ambiental - Malária aumenta 63% em distrito de Porto Velho
Com a construção de Jirau, Jaci-Paraná já registra 1.524 de casos de malária ...
10/08/2009 - Impacto ambiental - Além das fronteiras da química verde
Brasil e Alemanha se unem para estudar química mais sustentável...
03/06/2009 - Impacto ambiental - MP que acaba com licença ambiental para asfaltar rodovias perderá validade
Por não ter sido votada na última sessão do Senado, a partir desta segunda-feira (1º/6) a Medida Provisória 452 não terá mais validade. Governo deverá reeditá-la e considerar as críticas que foram feitas ao texto....
24/01/2006 - Impacto ambiental - O Rodoanel é importante, mas a água é muito mais
Novo artigo discute este polêmico tema...
20/09/2005 - Impacto ambiental - Katrina e aquecimento global
Leia e comente este novo artigo...
18/11/2004 - Impacto ambiental - O crime compensa - Leia esta notícia. E comente!
Miriam Prochnow* Ainda não foi dito tudo sobre o escândalo que envolve a construção da hidrelétrica de Barra Grande. Alguns números ajudam a compreender a dimensão, inclusive financeira, do dano a ser causado pelo desmatamento dos mais de 5 mil hectares de florestas primárias e em diversos estágios de regeneração da Mata Atlântica. De acordo c...
01/10/2004 - Impacto ambiental - Fraude no Estudo de Impacto Ambiental garantiu licença para construção de hidrelétrica
ESCÂNDALO EIA/Rima da UHE de Barra Grande escondeu a existência de uma das últimas áreas primárias de araucárias do Brasil. Agora, com a Barragem praticamente pronta, a verdade veio à tona. Mas uma vez grandes empresas tentam impor a política do fato consumado para burlar a legislação e lucrar às custas da destruição do meio ambiente. É o que es...
26/08/2003 - Impacto ambiental - Obra da Prefeitura de São Paulo coloca em risco as represas Billings e Guarapiranga
Ambientalistas apontam falhas no licenciamento do Corredor Eixo Rio Bonito em área de mananciais das represas Billings e Guarapiranga, zona sul. Segundo os ambientalistas, o EIA/RIMA (Estudo de Impacto Ambiental) é insuficiente e a própria Câmara Técnica II da Prefeitura de São Paulo levanta questões sobre a obra. Segundo o conselheiro do CADES (Co...
10/01/2003 - Impacto ambiental - Associação levantará impactos ambientais
Rio de Janeiro, 02/12/2002 - O Comitê Brasileiro da Gestão Ambiental (ABNT/CB-38), empresas, Universidades e o Ministério de Ciência e Tecnologia decidiram, em Seminário realizado em 29/11/2002, no Rio de Janeiro, criar a Associação Brasileira de Ciclo de Vida - ABCV, sociedade sem fins lucrativos que vai coordenar o trabalho de implantação da Av...
19/12/2002 - Impacto ambiental - 1º Prêmio Água de Lastro A água de lastro é um problema ambiental que precisa ser discutido. Você tem alguma sugestão? Se sim, participe!
Você sabe o que é água de lastro? Talvez você não saiba, mas a água de lastro é a água utilizada pelos navios para estabilização interna. E talvez você também não saiba que esta água representa um grave problema ambiental para o Brasil. Vamos por partes: todos os dias centenas de navios chegam aos portos brasileiros trazendo além desta água, cente...
28/03/2001 - Impacto ambiental - Secretaria de Meio Ambiente realiza Audiência Pública sobre Impacto Ambiental
A Secretaria de Estado do Meio Ambiente de São Paulo realiza no dia 28 de março, às 19h, no Teatro Popular do Sesi, em Mauá, a Audiência Pública sobre o Estudo de Impacto Ambiental e do Relatório de Impacto Ambiental – EIA/RIMA do empreendimento “Central de Cogeração de Capuava”, de responsabilidade de Capuava Cogeração Ltda. Data: 28 de març...



Capa |  Cadastre-se  |  Eco Watch  |  Eco-Eventos  |  Ecolinks  |  Expediente  |  Newsletller  |  Notícias com Alta Repercussão  |  Notícias com Baixa Repercussão  |  Opiniões  |  Parceria


Busca em

  
26928 Notícias


Notícias com Alta Repercussão
 

Impacto ambiental

 

Agências espaciais e Google buscam formas de proteger florestas