| Login | Crie o seu Jornal Online FREE!

Ecopress
Desde: 17/03/2000      Publicadas: 26928      Atualização: 01/12/2009

Capa |  Cadastre-se  |  Eco Watch  |  Eco-Eventos  |  Ecolinks  |  Expediente  |  Newsletller  |  Notícias com Alta Repercussão  |  Notícias com Baixa Repercussão  |  Opiniões  |  Parceria


 Notícias com Baixa Repercussão

  28/08/2007
  0 comentário(s)


Biocombustíveis terão selo socioambiental


A produção brasileira de biocombustível vai ter um selo que atesta a sustentabilidade econômica, social e ambiental. A estimativa é que na próxima safra parte da colheita de cana-de-açúcar possa ter a certificação GrünPass - que atesta responsabilidade social, segurança alimentar, segurança ambiental, boas práticas agrícolas e de fabricação, gestão de qualidade e segurança do trabalhador. A Independenty Quality Standards (IQS) investiu US$ 300 mil na elaboração do protocolo do selo e no treinamento de técnicos. A empresa brasileira é especializada em segurança alimentar e produção agrícola sustentável.

A certificação é uma espécie de Eurepag para todos os importadores - diferente do selo europeu que é para os varejistas. No Brasil, o protocolo foi lançado em 2005, em parceria com a certificadora alemã Tüv Rheinald, e hoje abrange uma área de 250 mil hectares de soja - equivalentes a 500 mil toneladas.

"Queríamos romper as barreiras não tarifárias que os produto podem sofrer, mostrando, entre outras coisas, que não usam mão-de-obra infantil, trabalho escravo, entre outros itens", diz Rita Fróes, gerente-geral da IQS.

Segundo ela, o selo é exigido por alguns países, como a Dinamarca, Noruega e Suíça, que têm uma preocupação maior com sustantabilidade.

Assim como o Eurepgap, aqueles que têm a certificação GrünPass também recebem um prêmio - no caso da soja, de US$ 1,5 por saca. Mas além disso, segundo Rita, há um benefício imediato, como taxa de financiamento bancário mais baixas e até de seguro rural menores. "No caso dos biocombustíveis, ainda não existe um prêmio claro, mas sem a certificação os produtores não podem ter acesso a alguns mercados", acredita a gerente-geral da IQS. Segundo ela, o protocolo para os biocombustíveis já está pronto e para o início da certificação a empresa ainda está formando os técnicos. (Ecopress com informações da Gazeta Mercantil - 28/08/07, às 9h50)




  Mais notícias da seção Combustível no caderno Notícias com Baixa Repercussão
26/10/2009 - Combustível - Governo antecipa mistura obrigatória de 5% de biodiesel ao diesel
Antes, a medida entraria em vigor só em 2013, agora, a partir de 2010...
02/09/2007 - Combustível - País busca etanol a partir da celulose
A idéia é fazer parceria com os EUA para acelerar as pesquisas que permitam a produção em larga escala ...
15/08/2007 - Combustível - FAO pede nova estratégia para os biocombustíveis
Meta seria evitar mais pobreza e danos ao ambiente...
14/08/2007 - Combustível - Governo vai liberar R$ 1 bi para biocombustível
Para Dilma, produção não atrapalha cultivo de alimentos e preocupação com desmatamento não tem razão ...
03/08/2007 - Combustível - Biocombustível aproxima Brasil e México
Durante visita ao país, no dia 6, Lula também assinará acordo de cooperação entre a Petrobrás e a Pemex ...
12/06/2007 - Combustível - Espanha usará biocombustível a partir de 2009
Mistura será gradual até atingir os 5,75% em 2010...



Capa |  Cadastre-se  |  Eco Watch  |  Eco-Eventos  |  Ecolinks  |  Expediente  |  Newsletller  |  Notícias com Alta Repercussão  |  Notícias com Baixa Repercussão  |  Opiniões  |  Parceria


Busca em

  
26928 Notícias


Notícias com Alta Repercussão
 

Impacto ambiental

 

Agências espaciais e Google buscam formas de proteger florestas