| Login | Crie o seu Jornal Online FREE!

Ecopress
Desde: 17/03/2000      Publicadas: 26928      Atualização: 01/12/2009

Capa |  Cadastre-se  |  Eco Watch  |  Eco-Eventos  |  Ecolinks  |  Expediente  |  Newsletller  |  Notícias com Alta Repercussão  |  Notícias com Baixa Repercussão  |  Opiniões  |  Parceria


 Notícias com Baixa Repercussão

  31/08/2009
  0 comentário(s)


''Gás do riso'' toma o lugar dos CFCs

Óxido nitroso torna-se o principal gás que
enfraquece a camada de ozônio, dizem
cientistas americanos

O óxido nitroso, também conhecido como "gás do riso", tornou-se a substância fabricada pelo
homem que mais danifica a camada de ozônio e assim deve permanecer pelo resto do século,
dizem pesquisadores em um novo estudo, publicado na edição de hoje da revista Science. Essa
camada protege a Terra contra os raios ultravioleta do Sol, que podem causar câncer de pele e
prejudicar lavouras.

A pesquisa, realizada pela Administração Oceânica e Atmosférica Nacional dos Estados Unidos,
afirma que limites mais rígidos para as emissões de óxido nitroso, que também é causador do
efeito estufa, seria benéfico tanto para a camada de ozônio quanto para o clima.

O óxido nitroso tomou o lugar dos clorofluorcarbonos (CFCs), antigamente usados na fabricação de
refrigeradores, que estão sendo gradualmente eliminados de acordo com o Protocolo de Montreal,
de 1987, quando se descobriu que essas substâncias diminuíam a camada de ozônio.

Cerca de 10 milhões de toneladas de óxido nitroso por ano - um terço das emissões mundiais -
são produzidas pelo homem, incluindo o uso de fertilizantes, combustíveis fósseis e como
resultado da atividade industrial. O "gás do riso" também é usado como anestésico. Os outros dois
terços do óxido nitroso vêm da natureza, liberados por bactérias no solo. "A principal razão para o
grande papel que o óxido nitroso desempenha hoje na destruição da camada de ozônio é o
sucesso do Protocolo de Montreal, que reduziu as emissões de CFCs e de outras substâncias
químicas semelhantes", afirmou o principal autor da pesquisa, A.R. Ravishankara. "Limitar as
emissões futuras de óxido nitroso poderia acelerar a recuperação da camada de ozônio".

O Protocolo de Montreal não regulava o óxido nitroso, mas o de Kyoto, sim: as nações deveriam
cortar as emissões em 5% abaixo dos níveis de 1990 no período de 2008 a 2012.

A coordenadora de Proteção da Camada de Ozônio do Ministério do Meio Ambiente, Magna
Luduvice, considera que não seria necessário reformular Montreal. "Bastaria obedecer Kyoto",
aponta Magna.
  Web site: http://www.estadao.com.br/estadaodehoje/20090828/not_imp425892,0.php  Autor:   REUTERS/ O Estado de S.Paulo


  Mais notícias da seção Poluição no caderno Notícias com Baixa Repercussão
13/10/2009 - Poluição - Noruega reduzirá emissões em 40%
Meta é a maior já anunciada para conter mudanças climáticas...
13/10/2009 - Poluição - Pré-sal quadruplica gases da Petrobras
As emissões podem passar dos 51 milhões de toneladas de dióxido de carbono...
17/08/2009 - Poluição - Países ricos oferecem cortes de 15% a 20% em CO2 até 2020
Números ficam aquém dos cortes tidos como necessários, por cientistas, para evitar as piores consequências ...
20/07/2009 - Poluição - Países são ameaçados pelo aquecimento global
Territórios podem desaparecer com a elevação dos níveis do ocenao...
26/05/2009 - Poluição - China reduz em 66% consumo de sacos plásticos poluentes
Imposto faz o consumo diminur...
07/04/2009 - Poluição - Cana corta 73% do CO2
Estudo da Embrapa quantifica vantagem ambiental do etanol sobre a gasolina ...
20/11/2007 - Poluição - Emissão cresce mais que o PIB no Brasil
Gás carbônico emitido na economia teve alta de 45% entre 1994 e 2005 .Cálculo foi feito por grupo do RJ a pedido do governo e integrará novo inventário nacional; térmicas e carros foram fatores de elevação ...
13/08/2003 - Poluição - Aumento da demanda por serviços de controle da poluição industrial deixa otimista mercado de meio ambiente no Brasil
Empresas européias e americanas estão cada vez mais interessadas em fazer parte do mercado nacional O pessimismo registrado em alguns setores da economia do País não tem contaminado o mercado ambiental brasileiro. Esta é a opinião de Sidney Aluani, gerente comercial da Ensr do Brasil. Nascida no Estados Unidos, há 35 anos, a empresa desembarcou no...
13/12/2000 - Poluição - A insustentável poluição do carvão
A população da Bacia Carbonífera sofre a escassez de água, devido a poluição provocada pela indústria de extração e exploração do carvão, que a princípio deveria custear a obra da barragem "como medida compensatória" pelos danos ambientais cometidos contra a natureza. A Barragem do São Bento causará grande impacto ambiental na fauna e na flora da r...
29/08/2000 - Poluição - Pelo mercado
O Seminário de Tecnologias para o Meio Ambiente, que acontecerá em São Paulo, de 29 e 31 de agosto, terá como tema as iniciativas empresariais de combate à poluição ambiental.(Jornal do Brasil, Economia, 27/08/00, pág. 3, [2X2]) ...



Capa |  Cadastre-se  |  Eco Watch  |  Eco-Eventos  |  Ecolinks  |  Expediente  |  Newsletller  |  Notícias com Alta Repercussão  |  Notícias com Baixa Repercussão  |  Opiniões  |  Parceria


Busca em

  
26928 Notícias


Notícias com Alta Repercussão
 

Impacto ambiental

 

Agências espaciais e Google buscam formas de proteger florestas