| Login | Crie o seu Jornal Online FREE!

Ecopress
Desde: 17/03/2000      Publicadas: 26928      Atualização: 01/12/2009

Capa |  Cadastre-se  |  Eco Watch  |  Eco-Eventos  |  Ecolinks  |  Expediente  |  Newsletller  |  Notícias com Alta Repercussão  |  Notícias com Baixa Repercussão  |  Opiniões  |  Parceria


 Eco Watch

  06/07/2008
  0 comentário(s)


Senado aprova projeto que incentiva redução de área para criação de gado na Amazônia


Brasília, DF - A Comissão de Agricultura e Reforma Agrária do Senado aprovou anteontem (2), em caráter terminativo, projeto de lei que propõe alterar a Lei Agrícola Brasileira com objetivo de estimular a substituição do sistema de pecuária extensivo, empregado em grandes áreas, pelo intensivo.

Aprovado anteriormente pela Comissão de Assuntos Econômicos (CAE), a proposta segue direto para apreciação da Câmara dos Deputados. A Confederação Nacional da Agricultura (CNA) criticou a proposta, afirmando que no Brasil é "impossível" a criação de gado sem o sistema extensivo.

De acordo com texto do projeto, com a expectativa de crescimento da produção de biocombustíveis, há a preocupação com o avanço de outras culturas e até mesmo da pecuária em direção à Floresta Amazônica.

A idéia é conceder incentivos especiais aos produtores para que promovam a troca da criação de gado empregada em grandes áreas pela produção em pastos menores. Também há a previsão de conciliar a criação dos bois com a produção de outras culturas, como soja, milho ou cana-de-açúcar na área excedente.

Para o presidente do Fórum Nacional de Pecuária de Corte da CNA, Antenor Nogueira, não há como separar o sistema extensivo do intenso. "Boi não é como frango ou suíno. Não se engorda um boi com 30, 40 dias [como ocorre na produção de aves]", disse Nogueira.

Ele explicou que para engordar um boi é preciso, primeiramente, ter uma fêmea para parir o bezerro. Para tanto, acrescentou, as fêmeas têm que ser criadas extensivamente. Depois, existe ainda o período de cria do gado, que também tem que ser no sistema extensivo, argumentou Nogueira. "Diferentemente de outros países, o gado brasileiro não vai diretamente para o confinamento", comparou o presidente do Fórum Nacional de Pecuária de Corte da CNA

"Aqui, ele é recriado, pelo menos por um ano e meio no pasto, no sistema extensivo. O regime de criatório intensivo no Brasil é feito exclusivamente para a fase de terminação. Ou seja, nos últimos 90 dias antes do abate. Antes disso, não há como trocar", reforçou Nogueira.

Segundo ele, retirar o bezerro do pasto antes do tempo e transferi-lo para o confinamento, ou seja, para o sistema de pecuária intensiva, iria inviabilizar a produção. "Não compensa. Pela renda e pelas condições brasileiras isso é praticamente impossível", pontuou.

Apesar de criticar a alteração proposta pelos senadores, Antenor Nogueira afirma que a CNA está disposta a discutir o projeto. "Acho que teria que haver mais discussão sobre o assunto. E a CNA está disposta a contribuir com o debate."

A Comissão de Agricultura e Reforma Agrária do Senado também aprovou hoje projeto de lei com objetivo de estimular o desenvolvimento do sistema orgânico de produção agropecuária. (Ecopress com informações da Amazonia.org.br / Radiobrás - 06/07/08, às 11h30)





  Mais notícias da seção Amazônia no caderno Eco Watch
24/07/2008 - Amazônia - Manejo sustentável da Orsa Florestal preserva biodiversidade na Amazônia
Experiência de sucesso na exploração ambientalmente responsável de territórios de floresta amazônica nativa faz da empresa um dos principais nomes do segmento no Brasil ...
14/07/2008 - Amazônia - GRILAGEM NA AMAZÔNIA VIRA LEI
Senado aprova MP que legaliza áreas públicas invadidas e estimula a destruição da floresta...
29/09/2007 - Amazônia - Especialistas cobram proteção da Amazônia
Um dia depois de anúncio do presidente Lula, pesquisadores pedem medidas mais radicais ...
09/09/2007 - Amazônia - Brasil lança neste mês novo satélite para monitoramento territorial
Missão é crucial para que o País continue a ter imagens da Amazônia; instrumentos atuais podem parar de funcionar ...
02/09/2007 - Amazônia - Desmatamento aquece Amazônia em até 4C, diz Inpe
Estudo sugere que derrubada de mais de 40% da floresta muda o clima local, disparando o processo de savanização.Simulação em computador mostrou que troca da mata por lavoura de soja pode reduzir chuvas em até 24% no verão no leste amazônico ...



Capa |  Cadastre-se  |  Eco Watch  |  Eco-Eventos  |  Ecolinks  |  Expediente  |  Newsletller  |  Notícias com Alta Repercussão  |  Notícias com Baixa Repercussão  |  Opiniões  |  Parceria


Busca em

  
26928 Notícias


Parceria
 

Projetos Ambientais

 

Artesanato com fibras vegetais do interior do Amazonas tem mercado internacional

 

Desenvolvimento Sustentável

 

Refreando o consumismo

 

Desenvolvimento Sustentável

 

O "papa" do decrescimento

 

Desenvolvimento Sustentável

 

"Decrescendo"....Parte 1

 

Empresas

 

Imagens CST