| Login | Crie o seu Jornal Online FREE!

Ecopress
Desde: 17/03/2000      Publicadas: 26928      Atualização: 01/12/2009

Capa |  Cadastre-se  |  Eco Watch  |  Eco-Eventos  |  Ecolinks  |  Expediente  |  Newsletller  |  Notícias com Alta Repercussão  |  Notícias com Baixa Repercussão  |  Opiniões  |  Parceria


 Eco Watch

  21/02/2008
  0 comentário(s)


Lula quer que ricos paguem pela conservação do meio ambiente


O presidente Luiz Inácio Lula da Silva cobrou compromisso dos países ricos com o Protocolo de Kyoto e disse que eles terão que pagar para os países pobres conservarem o meio ambiente.

Em discurso no Fórum Global de Legisladores G8+5, nesta quinta-feira, no Itamaraty, Lula atacou a falta de compromisso dos países mais ricos com protocolos internacionais e questionou a cobrança por ações de proteção sobre os países mais pobres.

"Kyoto não pode ser peça de ficção. É fácil assinar documento e botar no quadro. É fácil os países ricos atribuírem aos países pobres os problemas ambientais", disse Lula, diante de parlamentares dos oito países mais ricos do mundo, além do Brasil, China, Índia, México e África do Sul.

Lula foi adiante e cobrou dos países ricos uma contrapartida econômica.

"É preciso levar para o G8 que países ricos consomem 80 por cento das riquezas naturais do planeta. (Eles) têm que pagar a contrapartida para que os países pobres conservem o meio ambiente."

O presidente aproveitou a cerimônia para pedir empenho pela aprovação da Rodada de Doha de livre comércio, mas foi enfático ao dizer que as concessões precisam vir dos países mais ricos.

"Se não houver flexibilidade na redução dos subsídios agrícolas, não haverá acordo de Doha", afirmou Lula. "(Se não) os países pobres de hoje serão os países pobres de amanhã e os países pobres de sempre. Cabe a nós estabelecer uma conversa mais firme", acrescentou.

Lula voltou a dizer que o Brasil não precisa avançar sobre a floresta amazônica para garantir a produção agrícola e disse que tem questionado os produtores de só utilizarem a soja para biocombustível.

"Temos vários tipos de oleaginosas que podem produzir biocombustível sem problemas. A soja é uma commodity e não teremos sucesso se utilizarmos um alimento para produzir diesel." (Ecopress com informações da Reuters - 21/02/08, às 18h29)



  Mais notícias da seção Acontece no caderno Eco Watch
12/06/2008 - Acontece - Via Campesina denuncia agronegócio e ação das empresas em 10 estados
Protestos apontam agronegócio como culpado pela elevação do preço dos alimentos e questinam transposição do Rio São Franciso...
05/05/2008 - Acontece - Desmatamento da Amazônia é tema de seminário em Belém
Nesta terça e quarta (6 e 7), encontro reúne representantes de setores governamentais, instituições de pesquisa e da sociedade civil ...
10/01/2008 - Acontece - VOLKSWAGEN CAMINHÕES E ÔNIBUS E SOS MATA ATLÂNTICA RENOVAM PARCERIA PARA PLANTIO DE MUDAS
Responsabilidade social da montadora inclui apoio a projetos culturais ...
25/11/2007 - Acontece - Estados tentam barrar restrição à agropecuária
Terras altas podem se tornar áreas de preservação ...



Capa |  Cadastre-se  |  Eco Watch  |  Eco-Eventos  |  Ecolinks  |  Expediente  |  Newsletller  |  Notícias com Alta Repercussão  |  Notícias com Baixa Repercussão  |  Opiniões  |  Parceria


Busca em

  
26928 Notícias


Parceria
 

Projetos Ambientais

 

Artesanato com fibras vegetais do interior do Amazonas tem mercado internacional

 

Desenvolvimento Sustentável

 

Refreando o consumismo

 

Desenvolvimento Sustentável

 

O "papa" do decrescimento

 

Desenvolvimento Sustentável

 

"Decrescendo"....Parte 1

 

Empresas

 

Imagens CST