| Login | Crie o seu Jornal Online FREE!

Ecopress
Desde: 17/03/2000      Publicadas: 26928      Atualização: 01/12/2009

Capa |  Cadastre-se  |  Eco Watch  |  Eco-Eventos  |  Ecolinks  |  Expediente  |  Newsletller  |  Notícias com Alta Repercussão  |  Notícias com Baixa Repercussão  |  Opiniões  |  Parceria


 Eco Watch

  13/09/2007
  0 comentário(s)


Cana na Amazônia, só em área degradada


O ministro da Agricultura, Reinhold Stephanes, admitiu que o plantio de cana-de-açúcar será permitido em zonas degradadas ou desmatadas da Amazônia, mas afirmou que o governo só vai tomar decisões a respeito após a conclusão do zoneamento agrícola, prometida para junho de 2008. As declarações foram feitas ontem na Comissão da Amazônia, Integração e Desenvolvimento Regional na Câmara dos Deputados.

O mapeamento determinará as áreas onde a cana-de-açúcar poderá ser plantada e onde o cultivo será proibido. Stephanes ressaltou que, apesar das restrições de plantio na região amazônica, o cultivo estará permitido nas áreas que já desmatadas e ou degradadas pela criação de gado. O ministro disse que isso não significará a expansão da cana com um conseqüente desmatamento. "Brasil pode triplicar a área da cana nos próximos 12 ou 15 anos, mesmo assim, precisaríamos aumentar a área em 6 milhões de hectares, o que corresponde a apenas um quarto das áreas degradadas no país".

De acordo com o deputado Asdrúbal Bentes (PMDB-PA), proibir o plantio de cana na Amazônia prejudicaria os estados que estão na região. "Temos um estudo da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz que mostra que o Pará tem 9 milhões de hectares de terras que poderiam ser usadas para cana", disse. Em todo o País, essas áreas somam 40 milhões de hectares, segundo estimativa do ministério. Os parlamentares da Comissão da Amazônia rejeitaram ontem, por unanimidade, o Projeto de Lei 648/07 do deputado Rodrigo Rollemberg (PSB-DF), que alterava o Código Florestal. A proposta ampliava a área das reservas legais em propriedades rurais. (Ecopress com informações da Gazeta mercantil - 13/09/07, às 10h03)



  Mais notícias da seção Amazônia no caderno Eco Watch
24/07/2008 - Amazônia - Manejo sustentável da Orsa Florestal preserva biodiversidade na Amazônia
Experiência de sucesso na exploração ambientalmente responsável de territórios de floresta amazônica nativa faz da empresa um dos principais nomes do segmento no Brasil ...
14/07/2008 - Amazônia - GRILAGEM NA AMAZÔNIA VIRA LEI
Senado aprova MP que legaliza áreas públicas invadidas e estimula a destruição da floresta...
29/09/2007 - Amazônia - Especialistas cobram proteção da Amazônia
Um dia depois de anúncio do presidente Lula, pesquisadores pedem medidas mais radicais ...
09/09/2007 - Amazônia - Brasil lança neste mês novo satélite para monitoramento territorial
Missão é crucial para que o País continue a ter imagens da Amazônia; instrumentos atuais podem parar de funcionar ...
02/09/2007 - Amazônia - Desmatamento aquece Amazônia em até 4C, diz Inpe
Estudo sugere que derrubada de mais de 40% da floresta muda o clima local, disparando o processo de savanização.Simulação em computador mostrou que troca da mata por lavoura de soja pode reduzir chuvas em até 24% no verão no leste amazônico ...



Capa |  Cadastre-se  |  Eco Watch  |  Eco-Eventos  |  Ecolinks  |  Expediente  |  Newsletller  |  Notícias com Alta Repercussão  |  Notícias com Baixa Repercussão  |  Opiniões  |  Parceria


Busca em

  
26928 Notícias


Parceria
 

Projetos Ambientais

 

Artesanato com fibras vegetais do interior do Amazonas tem mercado internacional

 

Desenvolvimento Sustentável

 

Refreando o consumismo

 

Desenvolvimento Sustentável

 

O "papa" do decrescimento

 

Desenvolvimento Sustentável

 

"Decrescendo"....Parte 1

 

Empresas

 

Imagens CST